> Dungeon siege 2: um dos melhores RPGs da Steam e como traduzir! - Rei dos Games!

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Dungeon siege 2: um dos melhores RPGs da Steam e como traduzir!


Minha análise do jogo infelizmente diferente dos outros que falamos aqui no blog, não cheguei a finaliza-lo. Tudo porque tive problemas com meu computador e o RPG que estamos falando nesta postagem, não tem serviço de nuvem. O que me obrigou a re-jogá-lo algumas vezes e devido a mais de 38 horas registradas na Steam, acredito que seja o suficiente para falar um pouco sobre ele. Lembrando que é altamente recomendável que você o traduza para o português, o que vamos lhe explicar nessa postagem também.


Minha experiência com Dungeon Siege 2 foi uma das melhores possíveis. Principalmente porque me fez gostar mais dos jogos de RPGs eletrônicos! Antes de conhecê-lo, sempre curti jogos nesse estilo - porém, não com o mesmo entusiamos de antigamente. Me lembro que quando o comprei na Steam e o experimentei, o que era apenas para dar uma jogada básica - me prenderam por três horas! E para alguém que já era fascinado por Diablo e Diablo II, pode se dizer que tive muito mais empolgação neste jogo aqui.

Para começar, diferente dos RPGs convencionais de computador e videogame, você não inicia controlando só o seu personagem. No início, você tem acesso ao controle do personagem que você criou em companhia de um NPC que na história, é amigo do seu herói. Ao passar do game, você encontrará outros personagens e terá a escolha de colocá-los no seu grupo. O legal é que da mesma maneira que você customiza seu herói com armas, armaduras e magias - você faz o mesmo com os seus colegas de equipe, podendo no meio do combate, escolher assumir qualquer um deles e os tornando cada vez mais fortes. Ou seja, neste jogo, você não controla um personagem - mas sim uma equipe inteira.


Quando joguei Shadowrun Returns, tive uma decepção quando contratava mercenários para minha equipe e não poderia comprar armas para os mesmos ou ganhar experiência por eles.

O que não acontece aqui!

Todos os personagens que você conhece, podem ser trocados indo até a estalagem da cidade que você está e uma simples conversa com uma NPC que tem em cima de sua cabeça um ícone de lâmpada. Também há opção de você contratar para seu grupo criaturas: como escorpião, mula e até golens de gelo (e outras criaturas em cidades que eu ainda não cheguei ao escrever essa análise).

O sistema de evolução do animal é diferente do personagem, ao inseri-lo, ele pega uma vaga do grupo e diferente dos demais, não ganha pontos de experiência. Para evoluí-lo, você tem que dar itens, armas e afins para alimentá-lo. O valor do item vai determinar o quanto ele progride na sua tabela de evolução - que ao atingir uma idade mais avançada, vai ganhando poderes novos. Um exemplo que gostaria de citar foi quando escolhi a mula... a princípio, foi apenas pela zoeira (principalmente, porque diferente dos personagens que você põe na sua equipe, os animais recebem um nome a sua escolha!) Mas ao evoluir a criatura, por ser um animal de carga, ela ganha mais slots de mochila para carregar as coisas... ou seja, se um personagem normal tem 1 mochila para carregar as coisas, cheguei a ter uma mula que só ela tinha 3!


Se fosse resumir o estilo de jogo de Dungeon Siege 2 eu diria que é uma espécie de Diablo II evoluído. Você anda em um mapa que vai se abrindo cada vez que as áreas são descobertas, clica com o botão direito para atacar quem você quer e o matando, o mesmo dropa ouro e itens da mesma forma que o famoso jogo da Blizzard. Até mesmo os anéis mágicos tem aqueles barulhinhos quando são dropados!

A forma de carregar os itens é do mesmo jeito que o diablo, porém, os itens não tem durabilidade - o que deixa as coisas melhores. Você não precisa ir no ferreiro toda hora e gastar seu ouro para deixar o item novo em folha. Apertando I, você tem o inventário onde você vê os itens do personagem e o equipa. Além de poder conferir suas magias e seu dinheiro. Cada personagem tem sua mochila própria e você pode passar itens uns para os outros apertando V. 


Diferente de diablo, você não preenche as características. 

Elas são definidas e aumentam de acordo com como você luta. Por exemplo, se eu uso mais magias para matar os monstros, vou ganhar pontos em Inteligência. Os aumentos são acrescentados assim que o personagem ganha um "nível de perícia". (entenda que eu chamei dessa maneira para poder explicar de maneira mais fácil).

No jogo, todos os personagens tem quatro "perícias":
  • Ataque corpo a corpo: ataques com facas, machados, espadas...
  • Ataque a distância: ataques com bestas, flechas, etc.
  • Magia de combate: magias de fogo, raio, etc.
  • Magia da natureza: magias de cura, de reviver, etc.
Toda vez que você ataca um alvo com uma espada, por exemplo, você ganha xp na perícia de ataque corpo a corpo, o que avançando de nível nela, vai lhe dar mais dano com esse tipo de ataque além de aumentar sua força. Então, se você quer ser um mago, recomendo que use mais magias do que bater nos inimigos com cajado, uma vez que agredir com isso daria pontos em ataque corpo a corpo.


Aumentar os níveis da perícia lhe oferecem poderes que definem a sua classe.

Como falei antes, ao criar seu personagem, você só escolhe a raça e o gênero. Determinar sua classe vai ser durante o jogo, da maneira em que você decide se vai usar magia ou armas. Quando você avança suas perícias, ao apertar P, você encontra suas habilidades, cada uma para o tipo de perícia que você usa. Geralmente, quem é focado em ataque corpo a corpo, vai ter a opção de lutar com duas armas ou usar um escudo. Você lapida sua própria classe na medida que vai aumentando suas perícias e todas essas habilidades são passivas. Por exemplo, eu quero fazer um cara com escudo e compro sua habilidade, na medida que vou aumentando minhas skills e ganhando níveis para aumentar as habilidades, posso aumentar meu nível de habilidade com escudo para resistir mais a dano quando uso um escudo, saca?

As perícias permitem que você tenha habilidades ativas. Um personagem corpo a corpo pode optar pela habilidade de dar +500% no dano por exemplo, mas esses poderosos ataques devem ser carregados na medida que você mate monstros. O legal de Dungeon Siege são essas habilidades, pois cada equipe possui uma a sua escolha (que podem ser trocadas caso o herói tenha mais de uma perícia) e são usadas ao seu comando, mesmo que você não esteja controlando certo personagem. Por exemplo, tem uma habilidade de magia natural que suga os monstros para um certo ponto. Eu não preciso usar o personagem que tem isso, posso continuar batendo com meu guerreirão e me aproveitar da habilidade de outro herói para finalizar meus adversários. Basta apenas clicar no número da habilidade e com o botão direito, escolher meu alvo. O personagem fará a habilidade mesmo que eu não o esteja controlando.


E você não é limitado a ser o que você quer, mesmo que seja uma bagunça.

As habilidades possuem um número de 1 a 6 e cada uma representa um membro da equipe. Seu herói é o personagem 1! Assim, seu o terceiro personagem da minha equipe estiver com sua barra de habilidade carregada, basta apertar 3 que ele usará sua habilidade!

Dungeon Siege 2 pega o que tem de melhor em Diablo e o torna ainda mais sensacional. A começar que você não tem uma câmera estática, podendo sempre mexer a mesma da maneira que conseguir. Temos acesso a elevadores, puzzles e coisas que prendem a sua atenção - além do fato de que se você morrer e deixar o seu corpo numa masmorra cheia de monstros de nível, basta conversar com o coveiro da cidade que em troca de alguns itens que você achou, ele trás o corpo de todos os personagens que morreram (evitando que você se arrisque).


Os itens mágicos seguem o mesmo padrão dos RPGs estilo Diablo e não preciso comentar.

A única diferença são os itens encantáveis, aonde você pode comprar reagentes e em uma loja específica, pagar pelo serviço - mas não é como em Diablo ou Torchlight. As vezes, é mais certo que você pegue itens de boa qualidade indo nas masmorras. 

Outra parte legal é que você não precisa gastar dinheiro com magia de teleportação. Aqui, você já recebe e caso queira dá-la a outro personagem, não chega a ser caro. Porque todo personagem já começa com um grimório, um lugar aonde você guarda suas magias. Vale citar aqui as magias automáticas, geralmente magias de cura - aonde você faz sozinho sempre que o jogo achar necessário. Não vou entrar em detalhes porque é algo que você já aprende assim quando joga.


Se você gosta de RPGs longos e de grandes desafios, este é o ideal para você.

Eu mesmo já cheguei a jogar diablo 2 o dia inteiro para finaliza-lo, mas Dungeon Siege é muito maior. Primeiro porque você cuida de um grupo e o mapa é gigantesco! Algumas missões secundárias vão exigir que você volte a masmorra lá do Ato passado para ser resolvida (como a do Ferreiro, que exige que você tenha nível 24 para enfrentar aqueles poderosos monstros). 

A única reclamação que eu tenho a fazer, é que eles retiraram a parte multiplayer do jogo. Não podendo nem mesmo fazer por via LAN. E mesmo procurando se há alguma gambiarra na internet, não encontrei solução. O que não foi nenhum problema, pois é um dos melhores jogos do gênero que já joguei e que é capaz de entretê-lo por horas e mais horas! Por isso, ao comprar o jogo na Steam, preste atenção como traduzi-lo.



Compre o jogo agora! (a venda por R$13,00)


Como traduzir para o português

Se você tem a versão da Steam, não adianta baixar uma tradução que a mesma não vai reconhecer que há um jogo instalado. Para isso, você precisa baixar esse arquivo e substituir pelos dois de mesmo nome na pasta do jogo. A tradução não tem legenda para os vídeos do jogo, mas há para todo o conteúdo do mesmo - o que é de grande ajuda.


Recomendação

Durante a partida, vá em opções e coloque na opção para os heróis se defenderem ao serem agredidos. Assim, caso você vá no banheiro ou algo do tipo, se aparecer algum monstro perto do seu grupo - eles poderão se defender sozinhos. Não marque a opção de ataque automático porque assim você nem vai conseguir jogar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre Nós

Rei dos Games


Rei dos Games é um site destinado a falar tudo sobre videogames (jogos antigos), RPGs de mesa e board games. Além disso, trazemos tutoriais, dicas, cheats de quem realmente experimentou essas mídias, trazendo também boas recomendações.


Rei dos Games é o único blog dedicado a três tipos de jogos diferentes (eletrônicos, de tabuleiro e RPGs). Se você quer conhecer bons jogos para brincar, este é o lugar certo.


Postamos recentemente

recentposts

Aleatório

randomposts