> Como escrever sua PRÓPRIA aventura de RPG - Rei dos Games!

segunda-feira, 8 de junho de 2020

Como escrever sua PRÓPRIA aventura de RPG


"Aventura" é o termo usado para definir a maioria das histórias nos jogos de RPG de mesa. É dever do Mestre (também conhecido como GM, DM, Narrador, etc) narrar aventuras para seus jogadores. Ele pode fazer isso comprando aventuras prontas, ou então, escrevendo suas próprias aventuras. Uma das tarefas mais especiais do Mestre é a possibilidade de escrever seus próprios roteiros, onde os Personagens dos seus jogadores vão passear no mundo imaginário que saiu da sua própria mente.

Caso tenha dificuldade em escrever sua própria aventura, vamos tentar te ensinar através desse curto artigo. Mas se gostou, curta nossa página no Facebook e aproveite a área de comentários abaixo para deixar seu comentário.

Aventuras são roteiros pré determinados

Um dos criadores do D&D e amigo de Gary Gygax, Rob Kuntz, revelou uma vez que quando um Mestre mestra uma campanha de RPG, os jogadores não são atores do seu roteiro. Isso quer dizer que, quando você escreve uma aventura, isso não quer dizer que os jogadores devem seguir RIGOROSAMENTE o que você determinou.

Por exemplo, se você colocou um Orc como chefe final pensando que os jogadores lutariam com ele  para ter de volta o item mágico do rei, mas os jogadores preferiram comprar o item do próprio Orc, que mal isso tem?! RPG é liberdade. Quando for escrever suas aventuras, crie um roteiro pré determinado do que os jogadores devem seguir, mas saiba de uma coisa: nem sempre a aventura vai desenrolar como você espera...

Construindo uma Aventura...

Uma aventura de RPG é dividida em 3 partes.

  • OBJETIVO: Quando for escrever sua aventura, você deve ter em mente um objetivo para que os jogadores devam fazer na mesa. Pode ser o resgate de uma princesa, ou entrar no covil de um dragão, ou então buscar informações sobre uma seita de bandidos da cidade. A partir desse objetivo, você deve criar os mecanismos que levam os jogadores a cumprirem o objetivo.
  • MECANISMOS DE OBJETIVO: O Objetivo é o problema que os jogadores devem resolver. Isso deve ser a primeira coisa que você deve imaginar quando escrever sua aventura. A partir disso, você precisa criar o caminho que leva os jogadores até esse objetivo. No fim, vou dar exemplo de uma aventura recente que desenvolvi.
  • FIM DO OBJETIVO: O Fim do Objetivo é quando os jogadores estão prestes a conseguir resolver o problema imposto pela aventura. O fim da aventura geralmente precisa ter um desafio mais difícil do que a aventura em si. Um clássico exemplo disso é o vilão da mesa.
Basicamente quando for escrever a sua aventura, você:

ESCREVE O PROBLEMA (OBJETIVO) QUE OS JOGADORES DEVEM RESOLVER >
> OS JOGADORES ENTÃO DEVEM ENCONTRAR UMA FORMA DE RESOLVER O PROBLEMA >
> POR FIM, ELES CONSEGUEM (OU NÃO) RESOLVER O PROBLEMA.

Aventuras devem ter o máximo de quatro ou cinco sessões de jogo, já que aventuras muito longas podem ficar monótomas, mas isso depende muito do grupo e como está as seções de jogo.

Exemplo de aventura curta aqui...

Na mesa de D&D 5.0, criei uma aventura onde cães da morte estavam atacando a cidade. O objetivo dos jogadores era encontrar a fonte e quem estava trazendo esses cães na cidade. Os mecanismos de objetivo foram os jogadores procurando pistas até descobrir que tudo estava numa torre fora da cidade. O fim da aventura foi quando descobriram que foram cultistas malignos que estavam trazendo mal para a cidade fizeram um ritual para trazer a vida dois Golens de Carne para enfrentar os jogadores.

Objetivo: descobrir quem estava trazendo e alimentando os cães da morte pra cidade.
Mecanismos de Objetivo: Os jogadores acharam o canil, encontraram uma vampira e descobriram que tudo estava sendo feito numa torre, onde estava o responsável. Os Mecanismos levaram então os jogadores ao embate final.
Fim do Objetivo: Os jogadores então enfrentaram o inimigo mais poderoso da aventura, que foi dois Golens de Carne, mas os cultistas escaparam (o que poderei usá-los nas próximas mesas).

Conclusão

Não há nada complexo em escrever aventuras de RPG. Aliás, é muito divertido, apesar de árduo. Geralmente é melhor preparar sua aventura sempre antes das sessões. Espero que tenhamos ajudado com esse artigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre Nós

Rei dos Games


Rei dos Games é um site destinado a falar tudo sobre videogames (jogos antigos), RPGs de mesa e board games. Além disso, trazemos tutoriais, dicas, cheats de quem realmente experimentou essas mídias, trazendo também boas recomendações.


Rei dos Games é o único blog dedicado a três tipos de jogos diferentes (eletrônicos, de tabuleiro e RPGs). Se você quer conhecer bons jogos para brincar, este é o lugar certo.


Postamos recentemente

recentposts

Aleatório

randomposts