> Primeira Aventura é a introdução perfeita para o Sistema d20 - Rei dos Games!

segunda-feira, 13 de abril de 2020

Primeira Aventura é a introdução perfeita para o Sistema d20

Conforme já falei aqui no blog, a licença aberta d20 (criada na 3ª Edição de Dungeons & Dragons) permitiu para autores e editoras criarem seus próprios produtos usando o sistema de D&D, chamado de sistema d20. Essa licença foi realmente benéfica para o mercado, pois muitas editoras puderam criar seus próprios produtos para D&D (aventuras prontas, bestiários, cenários) e também seus próprios jogos usando o sistema do RPG mais popular do mundo.

Aqui no Brasil já falamos sobre o Ação!!!, RPG moderno criado a partir do d20 modern, que usa o mesmo sistema d20, que foi bastante acessível por conta do seu preço. Outro RPG bastante acessível (pelo preço baixo) que usou o sistema d20 foi o Primeira Aventura, um RPG introdutório para RPGs medievais como D&D.

Jogando D&D por menos de R$20...



Me lembro que nesta época, cada um dos livros básicos de D&D custavam, em média, R$80. Assim sendo, para você jogar D&D precisaria então gastar R$240 para ter o Livro do Jogador, Livro do Mestre e Livro dos Monstros e, assim sendo, aprender as regras do sistema d20.

A proposta do Primeira Aventura não é apenas trazer novos consumidores para o nosso hobby, bem como divulgar o sistema d20 com um produto simples e barato. O jogo foi produzido pela Editora Mantícora pelo Trio Tormenta (Marcelo Cassaro, Rogério Saladino e J.M. Trevisan) e pelos irmãos Ricardo e Marcelo Wendel.

Primeira Aventura é dividido em dois módulos (cada um custava R$9,90), sendo o primeiro o Guia do Jogador, e o segundo chamado de Guia do Mestre, com a qual falaremos separadamente. Vale lembrar que, atualmente em tempos de D&D 5ª Edição, foi lançado no Brasil um produto com a mesma proposta de Primeira Aventura, que é o Starter Set D&D, que custa em média de R$99,90.

Os livros de Primeira Aventura

Foram lançados pela Mantícora três livros para este jogo: além do Guia do Jogador e do Mestre, a editora lançou também O Forte do Leão, que falaremos em outra ocasião. Não tenho ciência se outros suplementos foram lançados para este jogo. Sobre os Guias, um resumo breve sobre eles:



Guia do Jogador: Introdução direta ao RPG, trazendo as regras básicas do D&D para criação de Personagens (que aqui vão do 1° ao 5° Nível), Perícias, Talentos e Magias (algumas de Nível 0 ao Nível 2), bem como uma lista de equipamentos.. No fim desse livro, há uma Ficha de Personagem própria para tirar xerox.

Guia do Mestre: Esse livro traz as regras que faltam para começar a mestrar suas aventuras e campanhas! Enquanto o Guia do Jogador ensinava apenas a criar seus Personagens, em Guia do Mestre aprendemos as regras de combate, regras de condições entre outras regras. Há também um capítulo dedicado totalmente ao Mestre. Em seguida, o livro oferece 20 tipos de monstros, e também uma lista de Itens Mágicos e como distribuir tesouros nas aventuras. O fim do livro se encerra com uma aventura pronta, chamada O Templo do Inseto Rei, onde os jogadores entrar num ninho de monstros que assola a região.

Mecânicas TOTALMENTE diferentes do D&D tradicional...

Apesar de usar o mesmo sistema, magias, armas, etc... Primeira Aventura NÃO é D&D! Em D&D 3.5 temos 12 Classes, enquanto em Primeira Aventura temos apenas três classes (da mesma forma que o Ação!!!), que neste caso seriam o Combatente, o Conjurador e o Especialista. Cada Classe possui arquétipos das Classes originais de D&D.

A grande diferença de Primeira Aventura para o D&D original é que as habilidades de classe do D&D se tornaram Talentos aqui, disponíveis para QUALQUER um. Por mais estranho que isso pareça, um Mago aqui pode ter Fúria Bárbara e Rajada de Golpes, por exemplo.

Primeira Aventura não é um produto ruim. Aliás, foi a partir dele que meu amigo Fred comprou em seguida O Livro do Jogador D&D 3.5 e, iniciamos a partir dali, uma penca de campanhas de D&D. Claro que considero Primeira Aventura mais como uma espécie de "starter set" do que um sistema usado para diversas campanhas. Isso é apenas um pequeno aperitivo...


Graficamente, o livro é colorido e bem bonito. As ilustrações não desagradam, apesar de serem um pouco infantis. Além disso, para quem não tem dados multifacetados (d20, d12, d10, etc) pode usar na contra capa dos livros uma roleta para simular esses dados.

Pelo menos, por R$20 dá para você criar alguns personagens, lutar com alguns monstros e ganhar um punhado de XP!!!! O livro teve apenas um suplemento, chamado Relíquias de Brachian - O Forte do Leão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre Nós

Rei dos Games


Rei dos Games é um site destinado a falar tudo sobre videogames (jogos antigos), RPGs de mesa e board games. Além disso, trazemos tutoriais, dicas, cheats de quem realmente experimentou essas mídias, trazendo também boas recomendações.


Rei dos Games é o único blog dedicado a três tipos de jogos diferentes (eletrônicos, de tabuleiro e RPGs). Se você quer conhecer bons jogos para brincar, este é o lugar certo.


Postamos recentemente

recentposts

Aleatório

randomposts