> O lendário Wonder Boy Monster Land do Master System - Rei dos Games!

domingo, 2 de agosto de 2020

O lendário Wonder Boy Monster Land do Master System


Está certo que nossa primeira vez no game, não era necessariamente sobre um garoto usando uma espada, e sim, sobre a turma da Mônica. Se você jogou ou teve um Master System nos anos 90, já deve ter alugado ou pegado emprestado um famoso jogo conhecido como Mônica no Castelo do Dragão, um baita de um jogão em que muitos anos mais tarde, fomos descobrir que se tratava na verdade, de uma "hack rom" com personagens brasileiros.

A história original não se tratava de um dragão cospe fogo ou as ameaças do capitão feio, mas sim, eliminar as ameaças dos monstros e salvar Wonder Land. Na pele do herói Bock Shonnen, você deve atravessar o reino afim de eliminar todas as criaturas até chegar ao dragão Meka, que veio do espaço trazer todo esse caos para o lugar. O interessante é que o nome dado pelo pessoal da Tectoy no jogo da Mônica popularizou o nome original do Dragão, que mesmo tendo o nome original no remake lançado de sua continuação (e que também tem análise no blog) Wonder Boy The Dragons Trap, aparece os dois nomes: Meka e Dragão Cospe fogo... veja no print abaixo:


Mas o que a grande maioria não sabe, é que o lendário jogo de Master System não nasceu no console da Sega, mas sim dos arcades. A versão que conhecemos é apenas um port da versão de fliperama. Vou deixar um gameplay completo que peguei no youtube caso você queira ver o game do início ao fim e ver por si mesmo todas as diferenças.


Acredito que a série Wonder Boy está entre os melhores jogos do Master System. Tanto, que a continuação deste jogo (que nem tinha sistema de salvar e usava passwords) teve um remake lançado a alguns anos atrás e mostrou o mesmo conteúdo do velho jogo de 8 bits com gráficos melhores. Aqui, você assume um herói que precisa ter precisão para enfrentar os diversos perigos durante as fases na mesma medida que tem que se encontrar itens e juntar uma grana para melhorar suas armas e armaduras.

Se coisas como essa são comuns hoje em dia e são aquilo que fazem dos jogos serem bons, imagina uma fórmula dessa aplicada em um jogo dos anos 80? O fator replay é gigantesco demais, ainda mais quando você não sabe todos os secretos e vai jogando em busca dele. Eu particularmente, depois de jogar tantas vezes, consigo achar todos os secretos e através da pedra mágica (tradução tectoy) posso ter mais chances de vencer o dragão Meka.

Eu cheguei a gravar um gameplay mostrando todo o caminho do castelo (é um gameplay de Mônica no Castelo do Dragão)... Caso alguém tenha dúvida de como passar ou não acredita que dominei este jogo, está aí a prova!


Mas voltando a falar do jogo. Ele é um game de plataforma com elementos de RPG. Na medida que você vai ganhando pontos, sua vida vai aumentando (mas não há nenhuma regra de nível ou de pontos de experiência). Apertando o pause, você poderá ver o que você está equipado. Nas lojas que você encontrará pelo caminho, há diversos modelos de escudos, botas e armaduras que vão garantir sua velocidade ou sua capacidade de bloquear projéteis e de resistir a golpes. Já as espadas caem de certos monstros.

O legal da versão brasileira (da Mônica) é que tudo está em português e fica mais fácil. Como por exemplo, usar a flauta para poder abrir um certo local ou saber entre escolher o sino ou a pedra mágica quando for entrar no castelo. Porém, terminar o jogo é uma tarefa para poucos, pois por mais que você mate monstros e descubras áreas que lhe dão dinheiro (como pular no ar e fazer cair um saquinho de dinheiro ou moedas caírem das paredes), você nunca vai conseguir o máximo de todos os equipamentos (a não ser das espadas, que são adquiridas matando chefes).


Além disso, você pode comprar magias como um tornado ou pequenas bolas de fogo para agredir inimigos a longa distância, mas deverá ser rápido porque o tempo é seu pior inimigo - porque uma vez quando ele acaba, você perde um pouco da sua vida e por ser complicado algumas vezes (a não ser que você ache uma ampulheta no caminho).

Você só tem uma vida, caso perca todos os seu corações - será revivido automaticamente com a poção. Caso não tenha mais a poção, é game over meu amigo! A menos que você encontre uma loja que venda tal coisa (elas só aparecem quando você já está sem o tal item) já que não é permitido levar mais de uma poção no jogo. Vou deixar um vídeo do jogo para você veja como ele funciona:


Esse foi um dos jogos que mais joguei no Master e recomendo bastante. Hoje ele é facilmente encontrado em sites de rom, já que não existe mais uma versão comercializada dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre Nós

Rei dos Games


Rei dos Games é um site destinado a falar tudo sobre videogames (jogos antigos), RPGs de mesa e board games. Além disso, trazemos tutoriais, dicas, cheats de quem realmente experimentou essas mídias, trazendo também boas recomendações.


Rei dos Games é o único blog dedicado a três tipos de jogos diferentes (eletrônicos, de tabuleiro e RPGs). Se você quer conhecer bons jogos para brincar, este é o lugar certo.


Postamos recentemente

recentposts

Aleatório

randomposts