> Bastion conquista o jogador do início ao fim - Rei dos Games!

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Bastion conquista o jogador do início ao fim


Posso dizer que sua direção de arte está entre a das mais bonitas que já vi em jogo de videogame. Mas não é apenas isso, porque o jogo apresenta uma jogabilidade única, na qual, o jogador passará por uma espécie de masmorra que vai surgindo na sua frente. Não existe cavernas, ruínas ou templos aqui - o nosso herói tem uma aventura nas nuvens, com o chão surgindo na medida em que ele vai avançando e caso caia lá de cima, o jogo o faz cair novamente na fase (perdendo um pouco de sua vida, é claro).


Conheci Bastion pela primeira vez ao procurar algum jogo na Steam. Como acontece algumas vezes, baixo a versão demo dos jogos para ver se eles rodam de boa no meu computador e após me empolgar com uma proposta original, esperei ter grana para comprar o game. Só que o tempo passou e foi daí que conheci outra plataforma: a GOG - que é especializada em jogos antigos e que uso tanto como a Steam (tanto que temos várias análises de jogos de deles).

Mas Bastion foi especial porque foi minha primeira compra...

Me lembro que estava no Facebook e apareceu um anúncio da Gog, vendendo Bastion numa promoção por 6 Reais. Não tinha dinheiro na carteira, mas sabia que tinha isso no paypal e para a minha surpresa, a plataforma aceita esta forma de pagamento (sem exigir cartão de crédito). Por isso não perdi tempo e fui jogar. Mas, após comprar outros jogos e a rotina do dia a dia me fizeram deixar o jogo de lado. Tipo assim: "vou parar aqui e daqui a pouco eu volto a jogar" - o que levou 10 meses. Já tinha zerado e analisado aqui diversos jogos e nada do Bastion. Por isso que decidi que recomeçaria do zero e assim, traria uma análise do que achei do jogo (como a gente sempre faz).


A versão da Gog não possui conquistas, então se você gostaria de ter tal tipo de conteúdo - recomendo que compre a versão da Steam, ok? (ela custa apenas 1 real mais caro). Veja o trailer disponibilizado pela própria Gog.


O jogo conta a história de uma terra que foi devastada, mas não é dito sobre o que aconteceu de fato. Seu personagem é um menino que é chamado de Kid e tentará reconstruir uma fortaleza chamada Bastion para abrigar alguns sobreviventes. Na medida em que você vai passando pelos estágios, um outro personagem vai narrando a história. O jogo se parece muito com um RPG, com níveis de personagem e pontos de experiência, mas na real, é apenas um jogo de ação cujo os caminhos vão aparecendo e outros são encontrados se o jogador for espero e sacar se uma tal brecha seria capaz de fazer abrir uma passagem.


Ao matar monstros, você consegue fragmentos azuis cujo podem comprar melhorias para suas armas e técnicas secretas (cujo grande parte são exclusivas das próprias armas e dependem estar equipados com elas para usar) além de melhora-las na Forja, uma das casas de Bastion. Além dela, você pode acessar a destilaria para escolher bebidas que oferecem alguma habilidade passiva para o seu personagem, que vão aumentar o limite do uso do Tônico de Saúde (poção de cura), ou a habilidade de se curar enquanto agride, etc. As possibilidades permitem que você jogue do seu jeito!

Além de um arsenal com diversos tipos de armas de curta e a longa distância (com direito a carabinas, morteiros e lanças) você pode melhora-las gastando fragmentos que você pegou em suas missões. Matar monstros oferecem pontos de experiência que são uma barra roxa que após estar completa, aumenta a vida do personagem e lhe permite inserir mais uma bebida da Destilaria. O nível máximo permitido é 10! Caso você queira um bônus de dinheiro e experiência, pode acessar o templo e ligar um símbolo de um deus antigo que vai oferecer uma dificuldade a mais no jogo em troca de aumentar seu xp... tornando o jogo mais difícil, mas te beneficiando.


Como o jogo possui muitas armas, existem estágios específicos que são considerados estágios de provas. Que são uma prova de técnica de própria arma, que oferece um desafio para o jogador vencer tal proposta em um tempo específico ou fazer tantos pontos. A primeira vez que você faz, ganha o terceiro prêmio automaticamente, e você pode fazer quantas vezes puder. A dica é que você melhore a tal arma na Forja que o desafio ficará muito mais fácil!

O jogo conta com fases que vão surgindo na medida que você avança em seu progresso. No começo, você decide aonde irá colocar as lojas no Bastion (Destilaria, Forja, Arsenal, etc.) Após passar por alguns desafios, o jogo vai criar uma fase especial para você enfrentar uma horda de inimigos - são 20 Ondas a serem enfrentadas de uma vez e caso você vença, você ganha os fragmentos para usar do jeito que você bem entender. Por isso que é mais uma pedida em usar os deuses do templo para aumentar as chances de ganhar bônus (mesmo que a dificuldade fique muito alta).


Novos inimigos e ambientes surgirão na campanha e haverá um certo ponto em que o jogador deverá escolher seu destino, uma vez que este jogo tem mais de um final. Não vou ficar falando muito a respeito disso, porque eu quero que você veja por si mesmo! A tela de créditos de jogo me surpreendeu, principalmente pela música (que há gente cantando, o que é raro de ser ver num jogo de videogame). Como se não fosse o bastante, após zerar o game você pode recomeça-lo numa espécie de New Game+ e também há um modo hardcore.

Não vou falar muito sobre os monstros, mas vários deles tem habilidades interessantes. Por isso, use bem o seu escudo - que é um equipamento em que o Kid usa todo momento. O jogo colocou o botão padrão dele em Shfit - o que eu recomendo a trocar. Uma vez que se você aperta rápido cinco vezes, o seu windows vai te enviar uma mensagem perguntando se desejo ativar teclas de aderência. Por isso, meu amigo, troque já no início do jogo.


Tanto a versão da Steam como da Gog, ele aparece em inglês. Mas há uma tradução feita pelo pessoal da Tribo Gamer que funcionou de boa. Ela está presente em 95% do jogo (apenas não traduzindo falas quando você upa uma arma). E por falar nelas, as armas precisam de itens especiais que você ganha fazendo as fases de provas, comprando na loja (Achados e Perdidos) ou encontrando em algumas fases. Você não é obrigado a usá-las, já que o jogo permite que você jogue do jeito que você quiser, mas haverá momentos em que isso será inevitável.

O jogo para mim parecia ser curto (achava que seria mais ou menos o mesmo tempo do Shadowgrounds), mas até que me surpreendi. Vale a pena conhecer e é um jogo com uma temática única e com uma direção de arte sem igual. Eu comprei e estou bastante satisfeito! Se estiver interessado, vou deixar o link da Steam e da Gog para você comprar o seu:

Comprar Bastion na Steam (R$28,99)

Comprar Bastion na Gog (R$27,99)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre Nós

Rei dos Games


Rei dos Games é um site destinado a falar tudo sobre videogames (jogos antigos), RPGs de mesa e board games. Além disso, trazemos tutoriais, dicas, cheats de quem realmente experimentou essas mídias, trazendo também boas recomendações.


Rei dos Games é o único blog dedicado a três tipos de jogos diferentes (eletrônicos, de tabuleiro e RPGs). Se você quer conhecer bons jogos para brincar, este é o lugar certo.


Postamos recentemente

recentposts

Aleatório

randomposts